Pedágio – Com ou sem?

artigo publicado em 06/06/2016



voltar

Pedágio – uma palavra que gera os mais variados e intensos sentimentos. Se por um lado há a ansiedade de saber que você terá de pagar para percorrer as melhores estradas do país, por outro lado existem opções ‘boas e baratas’ para chegar em seu destino com tranquilidade.

 

Essa ‘encruzilhada’ na hora de decidir o tipo de viagem que você quer fazer pede sugestões de escolha na questão “Pedágio – com ou sem?”. Portanto, leia agora sobre os pros e contras das estradas com pedágio, e analise uma lista com os trechos mais baratos e mais caros do Brasil.

 

 

PEDÁGIO – BENEFÍCIOS

Pode ser desconfortável ter de desembolsar uma quantidade maior de recursos andando por estradas tarifadas por pedágio. Mas para ter um conceito esclarecido e equilibrado, pense em alguns benefícios provindos dessa tarifação:

 

  • BAIXA TAXA DE ENGARRAFAMENTO

É fato que as concessionárias de estradas com pedágio tenham o dever de permitir o usuário ter ampla fluidez no trânsito. Existem regras bem definidas sobre a abertura de cancelas caso filas enormes travem o percurso. Por exemplo, em rodovias federais, caso a cobrança do pedágio demore mais do que 10 minutos ou filas de mais de 300m se formem, o usuário deverá ter passagem livre sem tarifação. Isso garante que o engarrafamento seja o menor possível.

 

  • AUXÍLIO DO GUINCHO

Algo muito prático nas rodovias tarifadas com pedágio é a possibilidade de solicitar o guincho, caso ocorra um acidente. É importante saber seus direitos, como o fato de que esse serviço é totalmente grátis e que seu veículo deverá ser guinchado em no máximo 20 minutos.

Portanto, apesar de serem tarifadas, as rodovias com pedágio tem benefícios únicos e funcionais.

 

 

PEDÁGIO – O MAIOR ‘CONTRA’

Os pontos-contra das estradas com pedágios sempre tem como sua reclamação principal o alto preço, considerado por muitos como abusivo em algumas regiões do país. Veja apenas um exemplo, que ajuda a entender a insatisfação de muitos motoristas:

 

  • Uma viagem entre a turística Foz do Iguaçu e a capital paranaense, Curitiba, pela BR-277, contem nove pedágios. Calculando entre combustível e pedágio, você terá um gasto de mais de R$ 400,00, sendo R$ 98,90 só de pedágio!

 

Por isso, o maior aspecto contraproducente sempre será o gasto adicional. Muitas vezes o planejamento da viagem já inclui diversos gastos, e incluir ainda um valor tão alto de pedágio como esse pode ser ‘a gota que faltava’.

 

Analisar mais a fundo os pros e contras do pedágio pode fazê-lo tomar uma decisão mais consciente antes de decidir para onde viajar. Para ajudá-lo ainda mais nesse sentido, colocamos à sua disposição abaixo uma lista com os trechos de estrada mais caros e mais baratos do Brasil, levando-se em conta apenas a disposição das praças de pedágio existentes.

Esperamos com isso estimular o conceito de viajante esclarecido, tão necessário para quem quer chegar ao seu destino da forma mais econômica e segura possível.

 

O CUSTO DO PEDÁGIO EM VÁRIOS ESTADOS

Separamos trechos com os valores de pedágio em várias regiões do Brasil, com base em pesquisas no site Mapeia. Esperamos que estas informações o ajudem a ter uma viagem segura, bem planejada e o mais econômica possível.

 

  • SÃO PAULO-RIO DE JANEIRO
    -BR 116: R$ 49,90 (valor aproximado). Trecho de 435km.

 

  • PORTO ALEGRE-FLORIANÓPOLIS
    - BR 101:
    R$ 21,20 (valor aproximado). Trecho de 458km.

 

  • RIO DE JANEIRO-VITÓRIA
    - BR 101:
    R$ 34,30 (valor aproximado). Trecho de 521km.

 

  • CURITIBA-PARANAGUÁ
    - BR 101:
    R$ 18,00 (valor aproximado). Trecho de 90km.

 

  • MACEIÓ-SALVADOR
    - BR 101, BA 99, BA 529:
    R$ 5,40 (valor aproximado). Trecho de 584km.

 

  • NATAL-MACEIÓ
    - BR 101:
    R$ 0,00. Trecho de 543km.

 

  • FORTALEZA-NATAL
    - BR 116, CE 356, RN 015, BR 304, BR 226:
    R$ 0,00. Trecho de 533km.

 

  • GOIÂNIA-CUIABÁ
    - BR 070, BR 251:
    R$ 7,40 (valor aproximado). Trecho de 904km.

 

  • CAMPO GRANDE-LONDRINA
    - BR 163, BR 267, BR 374, SP 483, PR 170, PR 090, PR 445, PR 545:
    R$ 17,80 (valor aproximado). Trecho de 612km.

 

 

Uma análise apurada o fará notar que alguns trechos como entre Curitiba e Paranaguá são caríssimos. Porém, em trechos do nordeste, há muita facilidade de conseguir rumos mais econômicos para seu destino.

Antes de tudo, consulte pessoas que viajaram naquela região recentemente, e sites que ajudam você a identificar a quantidade de postos de gasolina. Munido dessas informações, você estará numa situação mais segura de viagem.

Compartilhe suas ideias com a gente nos comentários abaixo. Será um prazer responder a suas dúvidas sobre viajar de carro!



Recomendados para você

Receba promoções em seu e-mail

Junte-se a mais de 20.000 leitores e receba preço de viagens em promoção, artigos e notícias sobre turismo alternativo.

Publicidade