Moto, como não viajar dessa forma?

artigo publicado em 01/06/2016



voltar

Todos já vimos pelo menos uma vez na vida, um grande comboio de motos passar por nós na rodovia. Dezenas, e as vezes até centenas de motociclistas em uma grande turma, todos centrados com uma mesma paixão: Viajar. E você, dentro do conforto de seu carro, se perguntou então "qual é a graça de viajar de moto?" O que cobiçaria a paixão de tantas pessoas, visto que é um transporte perigoso, sem muito conforto e que lida com alguns infortúnios como frio, chuva, muito calor?

Como os motivos são muitos, iremos dividi-los em partes!

Aventura 

Viajar de moto, sempre transformará o seu ir e vir de um ponto em uma aventura.

Viajando a trabalho ou a lazer, o simples fato de estar o mais próximo possível à um motor já ergue sua adrenalina. Sentir a natureza na pele e fazer parte da paisagem te acalma, e relaxa. Seria como se a natureza estivesse soprando ao seu favor, como se ao contrário de abrir caminho por ela, ela te guiar pelas suas veias dentro do país.

As curvas são uma fortuna e não um revés, que enriquecem o seu caminho e te deixam com mais histórias pra contar, com mais experiência para transmitir. A sinuosidade do caminho te diverte e te incentiva a se integrar com sua moto, fazendo de vocês um só, se inclinando para fora da moto, sentindo a brisa, sentindo a adrenalina; sentindo a trepidação do guidão nas curvas, mostrando a correspondência do metal com a carne.

Como se naquele momento, a moto tivesse seus motivos e suas vontades também. Tamanho prazer que não se têm tempo para pensar em suas preocupações, se entregando somente à liberdade. Somos um novo alguém, completamente livre, afiado e com a mente limpa.

Trilhas que podem ser feitas apenas por motos, caminhos estreitos e misteriosos com recompensas lindas ao fim, onde certamente você não acabará sozinho, pois outros com o mesmo espírito de aventura chegarão lá também, um olimpo para os vencedores, que deslumbram e gozam da exclusividade de paisagens específicas e vistas únicas.

Repito, como não viajar dessa forma?

 

 

Companheirismo 

Por toda rodovia, sempre estarão os motociclistas, de custom, superbikes, bigtrails: seja o que for, para nós é irrelevante, pois você compartilha, já de algo necessário para ser um de nós: amor por motos.

Onde existem pessoas apaixonadas por moto, elas nunca viajam sozinhas. Sua viagem sempre será mais quente, mais memorável e inesquecível. Chama-se amizade de pista, a companhia contribui para que o amor em duas rodas, aumente cada vez mais.

Se você estiver em uma viagem de moto, perceberá que os motociclistas em grande parte se cumprimentam quando passam por você, sinalizando que compartilham da mesma paixão.

Podem incluir você em seu comboio de viagens, sem discriminação total, facilitando uma parada em algum lugar, para ter a oportunidade de conhecê-los.

 Os motociclistas estão sempre prontos para entregar um pedaço de suas experiências e bom humor para você, e a única coisa que apreciam em troca é a reciprocidade.

Muitos restaurantes de estrada são cenários de novas amizades e companheirismo no mundo motociclistico.

Existem bares específicos e famosos para os amantes de moto. Os bancos tradicionais do bar são substituídos por acentos de motos. A paixão perpetua pelas paredes e pelo teto dos locais, pintados pelos apaixonados, forjados para nunca esquecer o que lhes dão energia para continuar.

A alma do motociclista é acolhedora e generosa, mesmo não lhe conhecendo, seu brother terá consideração, simplesmente pelo fato de você desfrutar, o mesmo que ele nestes locais.

Existe muita camaradagem nesse meio e as pessoas fazem questão de trocar ideias, deixando claro que você não é qualquer um que trombou em suas vidas, pois eles, não querem ser também qualquer um para você!

Se um dia você der o azar de ficar parado no meio do caminho, não se preocupe!

 Uma das boas normas do motociclista é de ajudar sempre o próximo, independente se você está de carro, moto, bicicleta ou a pé. Um comboio gigantesco estará pronto para te ajudar se notarem que você precisa. Desde uma ajuda para fazer um remendo em um pneu, até te rebocarem até um posto mais próximo.

Acabou a gasolina? Não se preocupe, eles jamais deixarão de compartilhar o combustível com você, seguindo e contemplando a viagem em paz. O princípio do motociclista é Ajudando um, ajudamos à todos, salvando um, salvamos a nós mesmos. Como não viajar dessa forma?

 

Recepção quente

Em todo posto de rodovia, todo bar de entrada de cidade e em toda conveniência perdida, você verá adesivos de brasões de moto clubes/Moto grupos de todos os lados do Brasil.

 A harmonia impera, rapazes de colete de couro, rindo e se divertindo, antes mesmo de chegar ao seu destino, tornando o mais gelado vento de rodovia, em uma brisa acalentadora que te faz sentir que você, sempre está no lugar certo.

 A felicidade não depende do lugar que você almeja ir e sim dos que estão a sua volta. Motociclistas são sempre bem recepcionados onde chegam. Todos admiram sua coragem e audácia de viajar de moto.

Desperta curiosidade nas pessoas ao seu redor. Você se acostumará a ouvir frequentemente comentários como:  "nossa, que motão!" e “que da hora essa turma!”. Fora as perguntas curiosas que vem até do rapaz que abastece sua gasolina, "viajando de onde?", "nossa, deve ser uma delícia viajar com uma dessas" e "o final de semana vai ser ótimo, não?".

Todos reconhecem sua presença, e se você abraçar a idéia com o mesmo calor que eles te recepcionam, você deixará sua marca por onde passar.

Com amizade, educação e bom humor. Como não viajar dessa forma?

 

 

Experiência única 

A paixão por motocicleta, para se entender, precisa apenas de uma tentativa. Você se arriscaria?

A sensação de paz e o prazer da viagem podem ser descritos, mas a força dos sentimentos pode apenas ser entendido quando em cima de uma moto. Um vício saudável que sustenta todos os motociclistas, que se cumprimentam até os que cruzam seu caminho pelo outro lado da rodovia. Satisfação maior não existe!

Para muitos, serve como terapia, um alívio de estar livre de seus problemas, mesmo que temporariamente.

Energia que se arrasta por toda a rodovia, de ponto a ponto, desde sua saída até a sua volta. Um formigamento interno que não cessa, quando você termina a sua viagem.

Você vibra quando ouve o ronco de um motor passando por você, mesmo quando por uma janela de escritório. Uma ideologia que caminha com você mesmo quando não se está viajando. Uma força que te muda e te transforma, que difere-se de ter uma moto e de amar andar de moto. Transforma seus planos de fundo em fotos de viagem e símbolos de grupos de moto. A ansiedade pelo próximo fim de semana, pelo próximo encontro. Que pulsa sua veia com óleo de motor. Que te faz leve, limpo e único!

Como não viajar dessa forma?



Recomendados para você

Receba promoções em seu e-mail

Junte-se a mais de 20.000 leitores e receba preço de viagens em promoção, artigos e notícias sobre turismo alternativo.

Publicidade